Publicado em

Acelere seu metabolismo e emagreça

Se fala muito pouco de comida e muito de calorias”. Como explica Marcos Oliveira, fundador do blog Fitness Revolucionário, o famoso método de comer menos e se mover mais para conseguir o corpo desejado não funciona. De fato, adverte, pode ser a causa de que não adelgaces.

Acelere seu metabolismo e emagreça

E é que, tentando buscar resultados rápidos, deixando de comer e passando longas horas na academia, o mais provável é que o corpo acabe entrando em estado de ‘túmulo metabólica’, uma teoria usada por especialistas para explicar o dano que sofreu o organismo durante esse processo.

Uma dieta muito baixa em calorias pode colocar o corpo em estado de alerta, diminuindo o metabolismo e limitando o consumo de energia, por isso mesmo comendo cada vez menos, e aumentando o tempo de exercício, não se consegue perder peso.

É Por isso que as dietas milagre funcionam apenas nos primeiros meses, porque quando o corpo entra em ‘túmulo metabólica’ o efeito rebote é inevitável.

Mas existem formas de resolvê-lo. Primeiro, diz Vázquez, teria que aumentar gradualmente as calorias ao sair desse estado de ‘sobrevivência’ o que foi submetido ao organismo.

A chamada ‘dieta inversa’. Isto é, adicionando-se entre 100 e 200 calorias por semana. O que equivaleria a uma peça de fruta, um punhado de nozes ou uma guarnição pequena de arroz, até chegar às calorias que uma mulher de estatura mediana deve consumir: cerca de 1.500 por dia, no mínimo.

Embora este valor depende de outros fatores, como a altura, o peso, a idade e a atividade física que você faça. E depois, o especialista recomenda seguir os oito passos para aumentar o metabolismo.

Comer o suficiente, nem mais, nem menos, mas o que o corpo precisa. Desta forma, protege o organismo de um estado de alerta, se evita o efeito rebote, e se reduzem os desejos, facilitando a perda de peso.

Alimentos, produtos:

Vázquez lembre-se que nem todas as calorias são iguais. O ‘que’ influi tanto como o ‘quanto’, quando se trata de alimentos, e a comida processada requer menos esforço para ser digerida que os produtos frescos ou coisas que ajudam a perder peso como Quitoplan e outros suplementos emagrecedores.

Não esquecer dos carboidratos:

apesar de que a última moda entre as ‘celebs’ é excluir os carboidratos da sua alimentação, como Kim Kardashian, o certo é que todos os nutrientes têm sua função no organismo, e estes, além disso, durante uma dieta restritiva, podem ser a ferramenta perfeita para estimular a insulina e a leptina, hormônio que regula a fome e a ansiedade.

Escolher bem as gorduras:

benefícios das gorduras saudáveis na alimentação estão mais do que comprovados, mas os efeitos adversos de óleos vegetais, industriais também, e impactam negativamente na tireoide e o metabolismo.

Reconciliar-se com o corpo:

o estresse também afeta o metabolismo, aumentando o cortisol e evitando que perca peso e deixando a colastrina e o colágeno hidrolisado se perderem totalmente. Por isso, o especialista aconselha desfrutar de refeições com amigos e dar algum capricho, em momentos pontuais.

Treinar força:

o treinamento com pesos é essencial para manter a massa muscular, além de queimar calorias e manter o metabolismo ativo. Conseguindo, além disso, um corpo muito mais atraente.

Não temer o picante:

há alimentos que elevam-se entre 4 e 5% o metabolismo. A caiena, o pimentão ou pimenta são alguns deles. Mas também há opções mais suaves para os paladares delicados, como a cafeína e o chá verde.

Nem o frio:

“A exposição ao frio eleva o metabolismo e ativa nossa gordura marrom, o que influencia positivamente a perda de peso”, explica Vázquez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *